• Alexandre Santiago

Planejar para a Vida!


Parece que tomar decisões financeiras importantes seja fácil. Afinal, é apenas matemática simples, certo? Errado! Tomar boas decisões financeiras exige que consideremos os impactos dessas decisões no contexto de nossas vidas. Minha experiência sobre esse tema diz que cada pessoa está num momento de consciência financeira diferente.


O que pode ser uma boa decisão financeira para uma pessoa pode ser um desastre para outra e vice-versa. No meu trabalho diário como planejador financeiro, muitas vezes sou questionado por amigos e clientes: "O que você tem recomendado aos seus clientes para fazerem agora?" Claro que a minha resposta é sempre: “Depende do momento financeiro de cada cliente”, porque a resposta será tão única quanto sua situação.


O planejamento financeiro real acontece na interseção de sua vida e seu dinheiro. O problema, claro, é que essa interseção é um lugar emocional.

Sonhos, medos e nossos objetivos não cabem em uma planilha. Frequentemente, são essas coisas que realmente tratam as decisões financeiras. Não se trata de encontrar o melhor investimento; é sobre nos perguntarmos por que estamos investindo em primeiro lugar.


Como podemos tomar boas decisões financeiras? Tudo começa com reflexões para entender aonde estamos tentando chegar e, talvez ainda mais importante, sobre o motivo. Portanto, minha sugestão é largar o último relatório de pesquisa e recomendações que você recebeu da corretora. Em vez disso, reserve um tempo para ter conversas significativas com as pessoas que você ama sobre dinheiro, seus valores como família e o tipo de vida que desejam viver juntos.

Um planejador financeiro alinhado com os seus interesses vai estar ao seu lado para que possa te ajudar a tomar as melhores decisões para te ajudar a alcançar o que planejou para sua vida e de sua família.


Vamos bater um papo sobre os seus planos? Terei o maior prazer em te ajudar.

3 visualizações0 comentário