• Alexandre Santiago

Previdência Privada é hora de começar

Atualizado: 20 de Mai de 2019


Todo mundo sabe que não dá pra depender apenas da previdência pública para se aposentar já que não se sabe como estará a situação do nosso país quando você chegar lá. Além disso, o valor que você venha a receber pode não ser compatível com suas necessidade no futuro. O que se sabe é que é preciso tomar uma providência o quanto antes para garantir um futuro mais tranquilo e planejar uma estratégia de se complementar essa renda. Uma dessas alternativas é optar por uma Previdência Privada que esteja dentro do seu perfil e objetivos. Nesse sentido resolvi ajudar as pessoas que querem entender melhor esse cenário com informações que vão ajudar você a tomar a melhor decisão diante do contexto atual.


Vamos lá... Pra quem é a previdência privada?


  • Pessoas que querem investir no longo prazo + 10 anos

  • Objetivos de se aposentar em alguns anos, educação dos filhos

  • Diversificar seus investimentos numa modalidade que tem benefícios fiscais

  • Diversificar riscos jurídicos e estratégia de sucessão


Existem duas modalidade a se escolher PGBL e VGBL. Uma sopa de letrinhas que muita gente quando vê já trava e bloqueia. Vamos descomplicar isso.


PGBL(Plano gerador de benefício livre)

Destinado a pessoas que fazem a declaração de Imposto de Renda de forma completa e que sejam contribuintes de uma previdência oficial. O limite de isenção da base de cálculo é de 12% da renda bruta tributável. Fazer aportes apenas até esse limite ou o cliente pagará IR duas vezes.


VGBL(Vida gerador de benefício livre)

Todos as pessoas que não se enquadram na categoria descrita para PGBL. Exemplo: não declarante IR, não contribuinte de previdência oficial(INSS), tenham apenas recebimentos não tributáveis, etc. Além disso, pode ser que pessoas que tenham características para investir em PGBL, mas que queiram investir mais de 12% de sua renda e queiram usar o VGBL para o complemento.

Veja esse comparativo para entender melhor sobre os benefícios fiscais da modalidade PGBL.




Fonte: FIDUC


Uma vantagem dessa modalidade de investimento é que Por não possuírem come cotas, os fundos de previdência contam com outra vantagem fiscal quando comparados aos demais fundos que tenham come cotas. No longo prazo, essa vantagem pode fazer uma boa diferença no seu patrimônio.

Progressiva compensável x Regressiva definitiva

É importante atentar para esse detalhe na hora de decidir já que aqui você estará optando pelo tipo de tributação na tabela de IR.

Na tabela progressiva, os resgates ou rendas serão tratados como renda tributável, somando-se às demais rendas desse tipo e com alíquotas que chegam a 27,5% hoje. Na tabela regressiva, os resgates ou rendas serão tributados de forma definitiva, com alíquotas que vão de 35% e chegam a 10%, após 10 anos.


A tabela progressiva só é indicada para quem imagina ter baixa renda tributável no futuro (incluindo os resgates e rendas), ou ainda para quem pretende ter os investimentos por pouco tempo, o que não é recomendado para produtos de previdência. A tabela regressiva é, portanto, indicada para a quase totalidade das pessoas, uma vez que tem alíquota regressiva, que chega a 10% após 10 anos.

Veja as tabelas para ficar melhor ilustrado.



Posso alterar a minha tabela de IR do meu Plano de Previdência?

Quem já tem um plano e optou pela tabela regressiva não pode alterar sua escolha. Já quem optou pela tabela progressiva pode alterar a qualquer momento, mas o tempo começa a contar a partir da mudança e não do início do plano ou dos aportes.


Uma notícia maravilhosa vem agora. Sobre portabilidade.


Além de todas essas vantagens, é possível executar a migração de um plano para outro (desde que um VGBL para outro VGBL ou PGBL para PGBL), sem que seja necessário sacar os recursos e aplica-los novamente, não gerando imposto a pagar e mantendo o prazo de acumulação no caso da tabela regressiva. Basta solicitar ao administrador do plano de destino a portabilidade, fornecendo as informações necessárias e tudo é feito automaticamente.

Estou dizendo isso, pois na FIDUC empresa de Planejamento Financeiro a qual sou sócio tem planos muito mais vantajosos do que no seu banco. Trabalhamos com a maior e melhor gestora independente de previdência a Icatu com share de 51,7% do mercado e com R$ 33 Bi sob gestão.


Caso você tenha dúvidas ou interesse em conversar mais sobre o seu planejamento financeiro e seus investimentos ou mesmo em previdência clique no link aqui para termos uma primeira conversa. Terei o maior prazer em ajudar você.

Se você conhecer pessoas que precisam dessas informações ou orientações não deixe de compartilhar esse artigo ou comentar aqui.

Forte Abraço e até a próxima.

58 visualizações0 comentário

Posts recentes

Ver tudo